Em campanha nas redes sociais, colaboradores de bares e restaurantes pedem pelo direito de trabalhar

Mais de uma centena de estabelecimentos postaram vídeos em suas redes sociais neste domingo

Imagem: Reprodução

Em ação organizada pela Abrasel no Ceará, como parte da campanha “Restaurantes pela vida e pelo trabalho”, mais de uma centena de estabelecimentos de Fortaleza e interior do estado postaram vídeos em suas redes sociais, com a participação de seus colaboradores, pedindo pelo direito de trabalhar. 

O Pirata Bar, por exemplo, reuniu parte de seus 95 funcionários, uma equipe bem menor do que o local tinha antes da pandemia. “Estamos aqui para pedir ao governador Camilo Santana: nós precisamos sustentar nossas famílias, precisamos trabalhar”, disse a auxiliar de cozinha, Maria Roselia. 

Anúncios

Dentre vários restaurantes do interior, o Manacá da Serra, de Tianguá, postou vídeo reforçando que têm seguido os protocolos, e que as 15 famílias dos funcionários que ali trabalham dependem do funcionamento do estabelecimento para continuar sobrevivendo. 

Os colaboradores do Coco Bambu se reuniram às 15h20 do sábado, logo após o horário de fechamento determinado pelo novo decreto, para gravar o vídeo, mostrando a casa vazia, e pedindo o direito de trabalhar.  

“Queremos mostrar que nosso setor é formado por pessoas, que precisam trabalhar para garantir o sustento de suas famílias. Além disso, reforçar mais uma vez que é economia e saúde podem coexistir e que vida e trabalho caminham juntos”, afirma o presidente da Abrasel, Taiene Righetto. 

Anúncios

Pesquisa Instituto Brasileiro de Pesquisa Inteligente (IBPI). 

A Abrasel contratou pesquisa de opinião pública sobre a origem da contaminação por Covid-19, que foi realizada nos dias 10 e 11 de fevereiro, em Fortaleza, pelo Instituto Brasileiro de Pesquisa Inteligente (IBPI). 

Com base nas informações levantadas, nenhum dos 308 clientes que responderam o questionário declarou ter sido contaminado em restaurantes que frequentam. 

Os 10% de funcionários dos restaurantes que declararam ter sido contaminados em seu local de trabalho têm o mesmo percentual de contaminação dos clientes em seus respectivos locais de trabalho. A contaminação é a mesma, tanto em funcionários quanto em clientes. 

O grande foco de contaminação por Covid-19 é a festa fora do domicílio para clientes e o transporte coletivo para os funcionários dos restaurantes pesquisados.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s