Projeto Irradiadores de Cultura promove ações culturais nos CAPS de Fortaleza

Canto Lá do Mar (Imagem: Renata Gabriela/Divulgação)

A pandemia da Covid-19 obrigou a todos o isolamento social como medida de prevenção para conter o avanço e contágio também causou mudanças nas relações sociais, acarretando e multiplicando casos de ansiedade, depressão, suicídio, uso abusivo de álcool e outras drogas.

Para minimizar os efeitos da pandemia, a Fundação Silvestre Gomes, não parou e teve que se reinventar para encontrar alternativas para minimizar o sofrimento, e oferecer suporte às pessoas para lidarem com os novos desafios. Uma rede de oportunidades de criação, expressão e fruição artística, foi a solução encontrada pela instituição dando origem ao projeto Irradiadores de Cultura em Rede de Arte e Afeto. O projeto segue suas ações levando arte e cultura aos CAPS (Centros de Atenção Psicossocial) de Fortaleza por meio do Circuito Irradiadores da Cultura em Rede de Arte e Afeto até o dia 17 de agosto.

Anúncios

Na programação, os Circuitos de: Contação de Histórias, Rodas de Poesia e apresentações dos Espetáculos: “Canta Lá do Mar”, com o Grupo Gesto – Grupo de Experimentação e Socialização em Teatro do Oprimido, e, “Doido é Seu Preconceito”, com o Grupo “Delírio Sonoro”. Os espetáculos são protagonizados por coletivos surgidos na Fundação Silvestre Gomes, os quais reúnem jovens educadores da Fundação e usuários dos CAPS. Os Circuitos contarão ainda com artistas convidados nas rodas de contação de história e rodas de poesia. Em paralelo a programação nos CAPS, oficinas, ensaios e ações terapêuticas ocorrerão na sede da Fundação durante todo o mês. As atividades cumprem todos os protocolos de segurança sanitária de prevenção e combate à pandemia.

Desde 2007, ano da criação do Bloco “Doido é Tu”, a Fundação Silvestre Gomes mantém  parceria com os CAPS (Centros de Atenção Psicossocial) de Fortaleza gerando novas experiências no cuidado e promoção de saúde mental tendo a cultura, a arte e o afeto na centralidade de suas ações.

CIRCUITO EM QUIXADÁ

O projeto Circuito Irradiadores da Cultura em Rede de Arte e Afeto também alcança o interior do Ceará, quando realizará de 13 a 20 de agosto, oficina de mídias sociais e no  dia 14 de agosto, às 9h, na Associação São Pedro, na localidade de Sabonete,  distrito de Custódio, em Quixadá,  inaugura o laboratório de informática.

O projeto Circuito Irradiadores da Cultura em Rede de Arte e Afeto foi contemplado com o edital PRÊMIO FOMENTO DE CULTURA E ARTE DO CEARÁ  da Lei Aldir Blanc da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará.

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL SILVESTRE GOMES – Criada em 20 de agosto de 1999 por um grupo de moradores do bairro do Rodolfo Teófilo com o propósito de desenvolver ações educativas, sociais, esportivas e culturais, tem como missão melhorar a vida em comunidade estimulando as expressões e os processos criativos individuais e coletivos, de modo a promover novas formas de e relações de respeito ao meio ambiente e de solidariedade entre as pessoas. Com trabalho em diversos bairros de Fortaleza em parceria com outras organizações locais, busca fortalecer grupos e movimentos comunitários. Hoje, as principais ações da Fundesg na área de cultura são, teatro, com o grupo Gesto, cultura popular e música com o Bloco Doido é Tu, meio ambiente e artesanato com o grupo Nuances, entre outros.

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL SILVESTRE GOMES

Rua Frei Marcelino, 1511 – Rodolfo Teófilo

Informações:  (85) 98746 3924

Instagram @fundacaosilvestregomesoficial

Facebook: Fundação Silvestre Gomes

Site: www.fundacaosilvestregomes.ong.br

Anúncios

Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s