Restaurante Mangue Azul reabre com novo cardápio autoral e sustentável

PEIXE A DELICIA – BANANA DA TERRA – EMULSÃO DE QUEIJO5 (Divulgação)

Após uma pausa estratégica de quatro meses, o restaurante Mangue Azul reabre o salão principal do seu belo ambiente, no coração da Aldeota, nesta quinta-feira, 1º de dezembro, com novo menu e cardápio de drinks. Agora sob o comando do chef Ivan Prado e do também chef e restaurateur André Bichucher, o restaurante Mangue Azul promete surpreender o público em sua nova fase, com pratos e drinks que mesclam um requintado regional brasileiro com um refinado estilo internacional, fruto de um período de estudos da equipe sob a consultoria do prestigiado chef catarinense Eduardo Jacinto, do bistrô Le Pario, que morou por treze anos em Paris, na França, trabalhando com grandes chefs, alguns considerados dentre os melhores do mundo.

“Estamos de volta à cena gastronômica de Fortaleza, com o ambiente ainda mais aconchegante e pratos elaborados com os melhores insumos locais, de produtores do Ceará. No cardápio, o visitante encontrará ingredientes regionais aprimorados com técnicas e fusão de sabores autorais, onde a originalidade se une em uma combinação de personalidade e hospitalidade”, afirma o chef e proprietário da casa, André Bichucher. 

Anúncios

Novo menu: do Ceará para o mundo

Inaugurado em outubro de 2020, o Restaurante Mangue Azul é destaque no cenário gastronômico de Fortaleza, apresentando um cardápio que privilegia os sabores locais com a utilização de técnicas da culinária francesa. Um dos pilares do restaurante é a sustentabilidade, com a valorização de produtos cearenses e o destaque para os insumos locais e com a atenção a aspectos como o uso responsável de água, o uso de energia solar para aquecimento de água, sistemas de iluminação e ar condicionado com baixo consumo de energia, coleta seletiva de lixo, entre outras ações.

O novo cardápio de comidas traz um total de 34 opções entre entradas, pratos principais e sobremesas. De entrada, o cliente vai encontrar pratos como o cogumelos de Guaramiranga com ovo mollet dourado, o roti de cogumelo e farofa de brioche de pimenta de cheiro, além da vieira micuit, com creme de castanha com amêndoas, pão de queijo e emulsão de coral cítrico.

Dentre os pratos principais, destaque para o polvo com macaxeira “brava” (ao estilo da batata brava espanhola) e molho romesco de castanha de caju, molho açafrão pistilo e alho assado; com inspiração francesa, encontra-se o magret de pato com ervilha verde e roti de pato com laranja; e nos clássicos nordestinos, uma releitura do peixe com banana da terra e molho bechamel. 

As sobremesas trazem opções como a torta recheada com compota de maçã verde, crumble nuts, ganache monté de canela e glaçagem de monin de maçã verde, além do suspiro com sorvete de baunilha e cumaru, chantilly e frutas vermelhas com calda de catuaba. 

A variedade de insumos locais vai desde o atum de Itarema, o tomate cereja de São Benedito e o queijo curado de Quixeramobim, à alga de Flexeiras, o camarão da Costa Negra e o baião com fava da Serra da Ibiapaba. “Visitamos cada produtor local. Conhecemos todo o processo de produção desses itens, desde o plantio à oferta ao consumidor. Todos os pratos do novo cardápio do Mangue Azul têm por trás a história desses fornecedores e a riqueza que o Ceará nos presenteia”, destaca o chef Ivan Prado. 

Anúncios

Cardápio de bebidas

O restaurante Mangue Azul contará, ainda, com um bar diferenciado, em um ambiente exclusivo e sofisticado. A premiada Adriana Pino, consultora mixologista bartender de São Paulo, esteve em Fortaleza para ajustar os últimos detalhes do cardápio de bebidas da nova fase do espaço. Dentre os destaques, está o Maria Bonita, coquetel que leva gin com camomila, lillet blanc, fassionola, mel de jandaíra e limão siciliano.

O novo cardápio terá mais de 60 opções de drinks, coquetéis com e sem álcool, além de sodas artesanais, com chás e frutas. “O cardápio foi todo pensado sob a ótica da sustentabilidade, utilizando nos coquetéis elementos como acerola, jabuticaba, cajá e baunilha do cerrado, com referências tanto internacionais como dos seis biomas brasileiros”, conta Adriana Pino, sócia do Flora, no bairro Jardins (SP), que acaba de ganhar o prêmio de bar revelação da revista Veja.

Ambiente

A casa conta com um ambiente intimista e acolhedor, valorizando a hospitalidade, o conforto e a experiência de comer bem e com qualidade. Projetado pela arquiteta Carmen Mansor, da MAK Interiores, e rodeado por murais pintados pela renomada artista franco-brasileira Dominique Jardy Rio, que retratam a fauna de Camocim, o Mangue Azul recebe seus clientes em um espaço elegante com serviço irretocável. A adega é comandada pela sommelière Ilka Salatielle, com aproximadamente 160 rótulos, de 13 países, em especial do Brasil. A carta de vinhos traz rótulos desde a região do Rio São Francisco, na divisa entre os estados da Bahia e Pernambuco, de Santa Catarina, com os chamados vinhos de altitude, a vários locais do Rio Grande do Sul, não somente da Serra Gaúcha. “O diferencial do Mangue Azul é trabalhar com vinhos de produção (viticultura) sustentável, orgânico e biodinâmicos”, pontua a também premiada Ilka Salatielle. 

O restaurante dispõe de 126 lugares, contando com salão principal, o bar e a sala Nilza Mendonça. 

Parada estratégica e reformulação

Para preparar o restaurante para o novo momento, o Mangue Azul fez uma parada estratégica em suas operações no dia 1º de agosto, quando a cozinha passou a ser comandada conjuntamente pelo empresário e chef André Bichucher, proprietário da casa, e pelo experiente chef Ivan Prado, tendo a consultoria externa do chef Eduardo Jacinto, proprietário do bistrô Le Pario, em Florianópolis (SC). 

Neste período, os chefs e as lideranças de cozinha e operações do restaurante fizeram cursos e passaram por um momento de imersão e atualização em conceitos e em técnicas da cozinha francesa contemporânea, em Florianópolis (SC), conduzidos pelo prestigiado chef catarinense Eduardo Jacinto, do bistrô Le Pario, que morou por treze anos em Paris, na França, trabalhando com grandes chefs (alguns dos melhores do mundo). Na capital francesa, Duda, como é conhecido, também comandou seu próprio bistrô, frequentado por atores famosos e aclamado pelo Guia Michelin, que concedeu o “Bib Gourmand”, elogio a restaurantes franceses com excelência e valores justos. Os resultados serão apresentados para os clientes no retorno das atividades do restaurante, nesta quinta-feira, dia 1º de dezembro, entre os quais a reformulação do cardápio, com o objetivo de seguir oferecendo experiências gastronômicas únicas.

“Graduei-me como Chef de Cuisine na escola de gastronomia Le Cordon Bleu, em Paris, onde adquiri paixão pela alta gastronomia e pela valorização dos insumos locais. Essa minha paixão pela alta gastronomia tem sido colocada em prática no Mangue Azul desde que abrimos o restaurante. Foi ao estudar em Paris que conheci o chef Eduardo Jacinto, de quem fiquei amigo e agora tenho a alegria de contar com sua experiência para a construção desse novo momento do Mangue Azul. Unindo o talento do chef Ivan Prado com a nossa equipe maravilhosa da cozinha que nos acompanha desde nossa abertura, continuaremos oferecendo experiências gastronômicas diferenciadas”, celebra André Bichucher.

Anúncios

Quem são os Chefs

Chefs Eduardo Jacinto e André Bichucher (Divulgação)

André Bichucher é empresário, graduado em Engenharia Civil. Passou a se dedicar à área quando foi estudar em Paris, França, onde se graduou como Chef de Cuisine na escola de gastronomia Le Cordon Bleu. Após retornar a Fortaleza, iniciou o projeto Mangue Azul, restaurante de alta gastronomia com bases sustentáveis na capital cearense. O restaurante trabalha com o conceito de preservação, sustentabilidade e respeito ao meio ambiente aliados a uma gastronomia internacional de elevada qualidade e cardápio que valoriza os insumos locais.

Ivan Prado é formado em Gastronomia pelo Centro Universitário Senac São Paulo, com certificação pela CIA – Culinary Institute of America – Prochef 1. É consultor gastronômico e chef do Senac Ceará, desenvolvendo ações de qualificação nos segmentos de gastronomia e hotelaria e respondendo pelo restaurante Mayu. Também prestou consultoria a outros restaurantes no Ceará e em outros estados. Pesquisador da gastronomia cearense, é autor do “Projeto Saberes e Sabores do Ceará”, que consiste na pesquisa e catalogação de ingredientes e técnicas culinárias que estão apenas na compreensão popular ou que estão sendo perdidas com o tempo.

Eduardo Jacinto é um chef catarinense com ampla experiência internacional. Conhecido pelos mais próximos como Duda, retornou ao Brasil no início do ano de 2018, após uma temporada de 13 anos em Paris, onde trabalhou primeiramente com o chef francês Christian Constant e depois abriu seu próprio bistrô, o Le Pario. Foi através dele que conquistou o prêmio Bib Gourmand, concedido pelo guia Michelin para restaurantes com ótimo custo/benefício. Após quatro anos de funcionamento do restaurante em Paris, encerrou sua temporada na França e retornou a Florianópolis, onde cuida de duas casas de sua propriedade, o Le Pario Bistrô e o Le Pario Frutos do Mar.

Anúncios

Ficha Técnica da Equipe:

Chefs de Cozinha: André Bichucher e Ivan Prado

Chef Consultor: Eduardo Jacinto

Manager: Ira Freire

Sommelière: Ilka Salatielle 

Head Bartender: Izael Nascimento

Serviço
Restaurante Mangue Azul

Rua Professor Dias da Rocha, 987 – Aldeota, Fortaleza – CE, 60150-160
Data de reabertura: 1º de dezembro, quinta-feira.

Horário de funcionamento:

Almoço:
Segunda a sexta-feira: 12h às 15h
Sábado e domingo: 12h às 16h

Jantar :

Segunda a quinta-feira: 19h às 23h30
Sexta-feira e sábado: 19h à 00h30

*Cozinha encerra 1h antes

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s